Cobertura global da IPRN permite uma perceção alargada do sentimento dos media e dos influenciadores de opinião.

Cobertura global da IPRN permite uma perceção alargada do sentimento dos media e dos influenciadores de opinião.

Central integra painel internacional na análise ao Brexit
Agência londrina lançou desafio aos membros da IPRN. Resultados apontam para um ‘Não’ à saída


2016.06.20


O Reino Unido prepara-se para decidir se permanece ou se sai da União Europeia. A agência de comunicação McOnie, com sede em Londres, lançou o desafio aos membros internacionais da International Public Relations Network (IPRN) no sentido de compreender as opiniões dos outros países em relação ao voto pendente do Reino Unido. O estudo agora divulgado incluiu agências de comunicação e relações públicas associadas de 40 países e aponta para a importância da permanência do Reino Unido no espaço da UE. No caso de Portugal, a opinião é da Central de Informação, agência que integra a IPRN desde maio deste ano.

A maioria das agências que integram a IPRN manifesta uma opinião favorável à permanência do Reino Unido na União Europeia. No que toca às consequências de uma eventual vitória do Sim e da consequente retirada do espaço europeu comunitário, os profissionais de comunicação e relações públicas dos países europeus indicam a possibilidade de efeitos nocivos nas economias nacionais e de alguns dos seus clientes diretos. As opiniões encontram-se detalhadas no estudo em anexo.

Recorde-se que o Reino Unido realiza um referendo esta quinta feira, dia 23 de junho, dando aos cidadãos a oportunidade de optar por permanecer no espaço comunitário ou por sair do conjunto de 28 países europeus com preocupações e oportunidades comuns sob um único parlamento e com uma moeda própria, o euro, que é usado em 19 dos países membros, não incluindo a Grã Bretanha. Do ponto de vista britânico, a União Europeia impõe demasiadas regras à atividade económica e cobra milhares de milhões de euros de adesão em troca de retorno reduzido. O Reino Unido reclama igualmente poder ter o controlo completo das suas fronteiras e reduzir o número de emigrantes e refugiados autorizados a viver e trabalhar no seu território.

Sobre a IPRN
A IPRN – International Public Relations Network – foi fundada em 1995 e é uma das maiores redes de agências independentes de relações públicas a nível mundial. A organização conta com membros em todo o mundo, cobrindo mercados na América do Norte e do Sul, Europa Ocidental e de Leste, Médio Oriente, Extremo Oriente e Australásia. As receitas geradas pelos fees combinados dos seus membros ultrapassam os 180 milhões de euros e um staff global de mais de 5.000 profissionais de relações públicas que fornecem conhecimento local e alcance global para os clientes que necessitem e programas de relações públicas segmentados. Anualmente, um dos membros é anfitrião da assembleia geral da rede, à qual acorrem todos os membros. Para a IPRN é vital proporcionar estes encontros de troca de experiências e partilha de conhecimento para que se possa obter mais conhecimento pessoal, profissional e cultural de diferentes realidades e identificar as competências específicas em rede. Para mais Informação: www.IPRN.com