Leituras no Mosteiro fecham trimestre dedicado a Ionesco
Macbett (1972) – uma junção de Shakespeare e Jarry – é o texto escolhido para esta última investida pela obra do dramaturgo franco-romeno.


2017.03.20

Após duas sessões de leitura das obras de Eugène Ionesco, o Teatro Nacional São João (TNSJ) encerra o ciclo dedicado ao dramaturgo com Macbett (1972). O momento está agendado para amanhã, terça-feira, dia 21 de março, às 21h00, no Centro de Documentação do TNSJ, que se localiza no Mosteiro de São Bento da Vitória, no Porto. Ionesco assumia que a sua peça era uma mistura “entre Shakespeare e Jarry”: um cocktail de Macbeth e Dom Ubu, numa mistura explosiva de sangue, tirania e irrisão.

Não admira, portanto, que Macbett coloque em circulação uma personagem de um pessimismo tão burlesco e brutal (um hiper-Macbeth, como já lhe chamaram), apostada em confirmar que todo o homem político é um paranoico e que toda a política conduz ao crime. O convidado especial desta sessão é Nuno Carinhas, diretor artístico do TNSJ, que, em junho, envereda, pela primeira vez, no universo de Shakespeare com Macbeth. Depois desta “viagem” por Ionesco – que, a par de Beckett e Genet, é considerado um dos grandes renovadores do teatro ocidental no século XX –, as Leituras no Mosteiro preparam-se para abordar, a partir de abril, a obra do dramaturgo francês Bernard-Marie Koltès.

O Centro de Documentação do TNSJ foi fundado no ano 2000. O espaço integra um Arquivo, um núcleo essencial para os investigadores dos campos cénicos e para a preservação de documentos como registos vídeos de espetáculos, textos de teatro, dossiês fotográficos ou materiais promocionais das peças do TNSJ. Localizado no Mosteiro de São Bento da Vitória, contempla ainda uma Biblioteca considerada a melhor em Portugal no que toca às artes performativas. Disponibiliza gratuitamente a consulta de cinco mil livros, além de compilar vídeos, filmes e documentários sobre teatro e dança, óperas dirigidas por encenadores relevante, e ficheiros de teatro radiofónico. O Centro de Documentação está aberto ao público de segunda a sexta-feira, entre as 14h30 e as 18h00.