IADE: Refletir sobre a afirmação das mulheres na arquitetura e design
Evento conta com a presença de Teresa Nunes da Ponte, vencedora do Prémio Vilalva da Fundação Calouste Gulbenkian.


2016.10.27

É já amanhã, dia 28 de outubro, que o Women’s creativity since the Modern Movement (MoMoWo), que tem no IADE – Creative University o único representante nacional, promove um encontro que pretende refletir sobre o percurso das mulheres arquitetas e designers em Portugal. O evento, com entrada gratuita, tem o início agendado para as 15h00 na Fundação Portuguesa das Comunicações (FPC) e conta com dois painéis de debate. A sessão de abertura terá as intervenções de Luís Andrade, presidente executivo da FPC, Carlos Duarte, reitor do IADE, e Maria Helena Souto, docente do instituto universitário e responsável científica do MoMoWo em Portugal.

O primeiro momento tem como mote a “Arquitectura e contemporaneidade: a afirmação das mulheres na profissão” e conta com os testemunhos de Teresa Nunes da Ponte (que, em 2013, arrecadou o Prémio Vilalva, da Fundação Calouste Gulbenkian, pelo projeto de requalificação do Museu do Caramulo), de Teresa Madeira (investigadora e professora de Arquitectura e Urbanismo no ISCTE-IUL) e de Inês Cortesão (fundadora do atelier bica-arquitectos). A moderação fica a cargo de Maria Helena Souto.

Já o segundo painel será moderado por Emília Duarte, vice-reitora do IADE, e reflete sobre os “Desígnios do design – memória(s) e contemporaneidade”. Este momento conta com as intervenções de António Nunes Pereira (diretor do Palácio da Pena), Rui Manuel Almeida (conservador do Museu da Presidência da República) e Ana Mestre (fundadora e diretora criativa da CORQUE DESIGN). A sessão de encerramento do encontro promovido pelo MoMoWo e apoiado pelo IADE, marcada para as 19h00, tem o testemunho de Margarida Sá Costa, presidente do LIDE Mulher.

Últimos dias para apreciar a “Travelling Exhibition”
A conferência de amanhã está integrada na “Travelling Exhibition”, uma exposição organizada pelo MoMoWo e que está patente até dia 31 de outubro na Fundação Portuguesa das Comunicações. A mostra “100 obras em 100 anos: Mulheres Europeias na Arquitetura e no Design” é um projeto digital interativo que pretende dar a conhecer a herança cultural produzida por designers, arquitetas e engenheiras civis no período moderno. A exposição, de entrada gratuita, pode ser vista amanhã e segunda-feira, entre as 10h00 e as 18h00, ou no sábado, entre as 14h00 e as 18h00.

O MoMoWo criou ainda três itinerários turístico-culturais da cidade de Lisboa, delineados por Maria Helena Souto, que se apresentam como propostas para descobrir a arquitetura moderna da capital, com destaque para 19 edifícios emblemáticos, que foram desenvolvidos ou tiveram intervenções de mulheres. Estes percursos estão disponíveis para download em http://www.momowo.eu/publications/guidebookwithapp/. O MoMoWo – Women’s creativity since the Modern Movement é um projeto de cooperação europeia em larga escala, cofinanciado pelo Creative Europe Programme within the Culture sub-programme, cujas atividades decorrem até 2018.