Docente do IADE integra mostra patente no Museu Coleção Berardo
José Luís Neto é um dos artistas portugueses convidados da exposição Visualidade & Visão - Arte Portuguesa na Coleção Berardo II.


2016.11.30

José Luís Neto, docente do IADE, escola da Universidade Europeia, é um dos artistas cujo trabalho integra a mostra Visualidade & Visão - Arte Portuguesa na Coleção Berardo II que está patente no Museu Coleção Berardo até 31 de dezembro. A exposição, que encerra o ciclo dedicado a criadores portugueses, tem curadoria de Pedro Lapa e contempla ainda obras de Helena Almeida, Pedro Cabrita Reis, Rui Chafes, Pedro Barateiro, José Barrias, Miguel Palma, Ângela Ferreira e Joaquim Bravo.

A mostra concilia a perspetiva de diferentes autores que recorrem à pintura, escultura, vídeo-instalação e fotografia para revelarem outras visões sobre o mundo, fora dos regimes da visualidade predefinidos. No projeto fotográfico Classic 111, José Luís Neto prescindiu da câmara para produzir as próprias imagens através da manipulação voluntária e involuntária dos efeitos visuais da gelatina e dos sais de prata.

Biografia de José Luís Neto
José Luis Neto nasceu em Sátão e estudou Fotografia no Ar.Co e no Royal College of Art (Londres), através de uma Bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian. Expõe regularmente em Portugal e no estrangeiro desde o início da década de 90, participando também em bienais, feiras de arte e encontros de fotografia. O seu trabalho tem vindo a ser apresentado em espaços sonantes como Museu de Serralves, Museu Nacional de Arte Antiga, Fundação Calouste Gulbenkian, Hayward Gallery (Londres), Foto Colectania (Barcelona), Musée de l’Elysée (Lausanne), Círculo de Bellas Artes (Madrid), Oca do Ibirapuera (São Paulo) e Museu Folkwang (Essen), entre outros.

A sua obra está publicada em vários livros e catálogos e representada em várias coleções, públicas e privadas, como as do Ar.Co, Centro Português de Fotografia, Arquivo Municipal de Lisboa - Fotográfico, Coleção Moderna do Museu Calouste Gulbenkian, Coleção Berardo - Arte Moderna e Contemporânea, Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, Coleção de Fotografia Contemporânea do Novo Banco, Fundació Foto Colectania (Barcelona) e Museu Folkwang (Essen).

José Luís Neto tem recebido vários prémios, entre os quais o Prémio BES Photo 2005 e o Prémio Especial do Júri - 47ème Salon d’Art Contemporain de Montrouge (2002). A investigação das características específicas da linguagem fotográfica, a exploração das potencialidades do aparelho fotográfico, as imagens minúsculas, a folha branca de papel fotográfico, e a apropriação de imagens constituíram, desde sempre, a matriz do seu trabalho.