Como usar a informação financeira para tomar decisões de gestão?
“Finanças para gestores não financeiros” é o novo curso da instituição que explora conceitos de contabilidade de forma prática e intuitiva.


2017.03.16

É já este mês que a Católica Porto Business School promove o curso “Finanças para gestores não financeiros”, formação que ensina a usar a informação financeira para tomar decisões de gestão e avaliar o desempenho da empresa, relacionando-o com a situação atual do negócio e com as perspetivas futuras. Através da digressão em torno de sete temas essenciais, a formação permite explorar os conceitos fundamentais da contabilidade e das finanças de uma forma prática e intuitiva para que o gestor os consiga utilizar eficazmente no diálogo com os parceiros empresariais internos e externos.

A empresa sob o prisma das finanças, a análise financeira, a análise de custos e a tomada de decisão, resoluções de investimento ou a gestão financeira são apenas algumas das unidades curriculares que integram a formação que fornece aos gestores uma ferramenta de indiscutível utilidade prática para melhores análises e tomadas de decisão. O curso é dirigido, essencialmente, a pequenos empresários, empreendedores e gestores que não dominam os conceitos de contabilidade e finanças necessários à gestão eficaz e eficiente dos seus negócios. Nesse sentido, a formação – que decorre a 20 e 21 de março e a 3 e 4 de abril, segundas e terças-feiras, das 9h00 às 18h00 – ajuda a compreender as implicações financeiras da atividade e a construir mapas de suporte à decisão de investimento e gestão corrente.

A Universidade Católica Portuguesa é a única universidade não estatal que faz parte do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas. Tem como missão produzir e partilhar conhecimento crítico, inovador e socialmente relevante, ao serviço do desenvolvimento integral da pessoa e em prol do bem comum. No Porto, integra a Católica Porto Business School, a Escola das Artes, a Faculdade de Direito - Porto, a Escola Superior de Biotecnologia, a Faculdade de Educação e Psicologia, a Faculdade de Teologia - Porto, o Instituto de Bioética e o Instituto de Ciências da Saúde - Porto, contando com cerca de 6.000 estudantes, 600 docentes e 200 funcionários.