Alunos do IPAM estão na semifinal do Angelini University Award
Estudantes de marketing criaram projeto social para responder às necessidades dos doentes oncológicos em cuidados paliativos



2016.10.07

É já na próxima quinta-feira, dia 13 de outubro, que um grupo de alunos do IPAM vai marcar presença na entrega de prémios do Angelini University Award, um concurso lançado pela Farmacêutica Angelini que promove a criação de produtos, serviços ou projetos sociais destinados a doentes oncológicos em situação de cuidados paliativos, do qual os estudantes são semifinalistas. A cerimónia, que tem lugar no Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva, em Lisboa, decorre entre as 14h30 e as 18h30, e permitirá aos alunos do IPAM apresentar e defender o projeto social que desenharam para responder às necessidades de doentes nesta condição.

Metade dos doentes com cancro morre sem ter acesso a cuidados paliativos, são diagnosticados tardiamente e ficam a aguardar muito tempo em lista de espera para ter acesso a estes serviços. Assim sendo, as necessidades dos doentes oncológicos são evidentes e o que poderá ser feito para melhorar a sua qualidade de vida? Os estudantes do IPAM decidiram responder a este desafio lançado pela Angelini Farmacêutica, centrando a sua solução na criação, divulgação e manutenção do movimento “Todos Iguais – Onde está o teu lenço?”, um movimento de apoio e de geração de recursos financeiros para apoiar o desenvolvimento de investigação e de maiores acessos para os doentes oncológicos.

O símbolo deste movimento será um lenço, que tem como objetivo sensibilizar para a causa dos cuidados paliativos, transmitindo valores de partilha, união e integração. Sendo do conhecimento geral de que, na sua grande maioria, os doentes em cuidados paliativos perdem o cabelo, quando sujeitos a tratamentos de quimioterapia, o “lenço” pretende, assim, abolir as diferenças, sem que ninguém se sinta excluído, e ir de encontra ao slogan da Angelini “Um de nós tem cancro, mas hoje nem se nota quem é”. Os ideais deste projeto passam, por isso, ao lado do individualismo e pretendem que todos se sintam iguais, parte de uma comunidade, onde não existem estereótipos e onde todos são bem vindos. O desejo do projeto do IPAM é que as receitas angariadas revertam exclusivamente para os cuidados paliativos, para a Liga Portuguesa Portuguesa Contra o Cancro.

Sobre o concurso Angelini University Award
O concurso já vai na sua 7ª edição e destina-se a todos os estudantes universitários, possibilitando-lhes adquirir novos conhecimentos e aplicar as suas capacidades. No caso do IPAM, o desafio foi lançado pela docente Marta Bicho, no âmbito da unidade curricular Economia do Consumo do Mestrado em Gestão de Marketing. Tiago Gouveia, Rita Almeida, Carolina Moreira, Natacha Nascimento e Ana Milheiro aceitaram agarrar este projeto e fazem, agora, parte das equipas semifinalistas do concurso. O Angelini University Award pretende, assim, contribuir para a dinamização da inovação e criatividade em áreas de conhecimento que, de forma direta, envolvam a temática da saúde, através da distinção de um projeto reconhecido pelo júri como sendo de grande qualidade e relevância. No próximo dia 13 de outubro será revelado o grande vencedor.